22 dezembro, 2009

Confuso em mim

Hoje postei um link aqui do brógui no meu profile do Orkut.

Sei lá!

Estou meio que com medo... Tipo, como se não fosse necessário essa tal divulgação...

Sei lá!

Parece que eu ainda tenho muito medo do que as pessoas tem a dizer ao meu respeito.
Tenho medo de que elas fiquem tirando onda do que penso, ou que não aceitem certas atitudes minhas...

Sei lá!

Sempre fui encanado com essas coisas de "O que pensarão sobre", ou "Estou sendo muito explícito?".

Sei lá!

P'ra falar a verdade, no mesmo momento em que eu fico assim, preocupado, eu tenho vontade de por em prática a minha não preocupação.

Sei lá!

Tipo ligar o foda-se e aceitar qualquer tipo de comentário, crítica...
Não escrevo muito aqui por falta de um tempo bacana p'ra divulgar os "meus mágicos pensamentos". Certas vezes, não escrevo aqui por achar que os meus pensamentos não estão com tanta magia assim...

Sei lá!

P'ra falar a verdade, não tenho idéia do porque eu estou escrevendo isso...
Sou assim um tanto confuso em mim, mas curto essa de pensar em algo e dizer completamente o oposto.
Eu só iria dizer que o dia hoje esta lindo. Que o Verão começou ontém e que continuo a Amar meu Amor, minha vida e todos que dela participam.

Sei lá!

08 dezembro, 2009

Minha oração diária =)



"Ô D'US, guarde esta costela colada à minha e que este suorzinho seja o superbonder possível, a resina mais grudenta, que nos livre do fim, Amém!"


(Xico Sá)


Amigos: Amores à parte

A amizade é como as estrelas.
Não às vemos toda hora, mas sabemos que existem.
(Marina de Almeida Camargo)



meusamigossãoassim =)

"If you wanna be somebody
If you wanna go somewhere
You better wake up and pay attention
When the time is now or never
To make your dreams come true
You gotta wake up and pay attention."

(Valeria Andrews & Ryan Tobe)

QUE SAUDADEEE...

Meu, nem grita!

Que saudade de postar aqui.

Há tempos não escrevo e tenho tanta coisa p'ra contar...


Só vou deixar alguns tópicos.
AINDA, estou sem um tempinho básico p'ra postar (o que é triste), pois tanta coisa vem acontecendo e eu gostaria de dividir com vo6.

Logo logo.


1º Reatei o namoro.
2º Minha avó ficou muito doente, mas já esta se recuperando.
3º Rehab me.
4º Mudança de Hábito 3.
5º Recaídas.


Logo volto p'ra botar em prática o ato de burlar o sistema e fazer o inesperado.


Stay tuned! =)

05 outubro, 2009

Triste Domingo

Este post é dedicado a todos aqueles que sofreram, sofrem ou que sofrerão de amor.

Fato!

Ontém, dia 04 de Outubro, foi um domingo ensolarado em São Paulo.
Santos, o time do meu irmão Doug, perdeu lá na Vila p'ro Palmeiras, time do meu irmão Denner. Estava eu sem grana e quando o relógio da cozinha batia o sino á 1 da tarde, o meu telefone AINDA não havia tocado... Quando pensei que nada podia piorar o meu estado de espirito - que de pomba branca não tinha nada - foi que recebi duas más notícias.

A primeira bomba foi o fim do meu namoro... A segunda foi o fim do casamento de minha amiga...

Como se já não bastassem duas más notícias, recebi outra no finzinho da noite que veio lá de longe, lá de Minas Gerais, onde um amigo de infância se meteu em uma grande confusão.

Bem, pela ordem, vou introduzí-los aos fatos deste domingão cheio de surpresas – que não foram nada boas – e ao mesmo tempo um domingo lindo de sol, calor, encontros e desencontros.

Creio que nem todo mundo que me acompanha e curte ler meus blá, blá, blás, sabe que eu namorava á 2 anos e meio uma pessoa maravilhosa que sempre dividiu comigo suas alegrias e tristezas. Sempre pensei que ficaríamos juntos para sempre, mas como eu mesmo ouvi: “O 'para sempre' sempre acaba”...
Não vou entrar em detalhes do porque – eu também ainda não saquei direito – também p'ra não precisar expor ninguém á certos fatos. Serei discreto...
A única coisa que tenho certeza é que tudo acabou com um ponto de interrogação ENORME estampado em minha testa.



(...)

“É claro que estou triste. O problema maior é que estou me sentindo rejeitado, pois é muito difícil ouvir a pessoa que tu ama dizer que tudo acabou e REALMENTE não ter uma boa explicação para isso”.

“Há poucas horas ouvi tu dizer que me amava e que precisava muito de mim...”

(...)

Quem é meu amigo e esta sempre por perto, sabe o quão chorão eu sou.
Não, não, eu não chorei na hora da notícia. Não queria que esta fosse a última imagem que eu poderia passar, a de total desespero e tristeza. Eu desabei em lágrimas depois. Só meu companheiro espelho e eu, trancados no banheiro se lamentando (se culpando) um para o outro o fim.
Por não entender muita coisa do que foi relatado, comecei a tentar encontrar em mim a explicação. Fiz o que muita gente faz quando se depara a uma situação como esta, se culpar.

Em fatos simples, preferi sair como o errado para tentar amenizar certas decisões.
Aonde sabia que era realmente o culpado, fiz o que me parecia mais correto, me desculpar.
Dali então, um simples abraço separava nossos corações.

Deste abraço é que nunca mais irei esquecer. O último. O do fim...

Bem, passado um pouco da choradeira, mas não da tristeza, foi que então resolvi pedir e dar o ombro amigo á minha querida amiga que infelizmente terminou o seu casamento.
Claro que como amigo não vou entrar em detalhes sobre o que conversamos.
O que posso dizer é que mesmo estando muito tristes com o que nos aconteceu, nem tudo naquele domingo estava perdido.

Choramos um para o outro sim, mas também dividimos mutualmente nosso ombro amigo.

Depois do chororô, até pizza rolou, e de quebra, p'ra adocicar nossos corações, tivemos rocambole de chocolate como sobremesa. Mnham, mnham, mnham!
Conversamos bastante, choramos bastante, mas também rimos á vera. Afinal, tinhamos de repensar nossos caminhos dali por diante.
Minha amiga me disse que tem a esperança de que eu reate o meu namoro e eu fui recíproco e totalmente sincero com ela de que desejo o mesmo.
E isso vai além do velho ditado: “A esperança é a última que morre”. O lance é não esperar que ela, a esperança, morra e sim correr atrás do tempo perdido e consertar o que esta errado e olhar p'ra frente, p'ro futuro que vem a seguir.

Enfim, a última notícia que me deixou muito chateado, foi a de que um amigo que mora no interior, acabou por se envolver com uns caras “casca grossa” e foi pego em flagrante. Esta preso há um mês e meio. Que mau!
Quanto a esta má notícia não posso me expor a dizer muito, pois não sei bem o que aconteceu. Espero que as coisas se acertem...

Tu deve estar se perguntando o porque de eu ter começado este post com um oferecimento a todos aqueles que amam. O que posso dizer é que o Amor pode ser ao mesmo tempo feliz e triste. O Amor é sem dúvida bipolar neste sentido.

Em apenas um dia, eu pude ver isso. Só neste domingo, o qual ficará p'ra sempre marcado, eu pude perceber que existem diversas formas de Amor e que nem todas as situações em que estamos amando são felizes. O Amor também nos deixa tristes, e ás vezes sem rumo.

Meu Amor se foi. O Amor de minha maninha também.

Deixamos claro, um para o outro, que AINDA AMAMOS SIM e que este sentimento NÃO vai passar tão cedo.
Se ainda temos esperança, o que custa ao menos não tentar?
Uma coisa é certa, podemos ouvir um SIM e também um não.
E isso serve p'ra tudo em nossa vida. Acredito que seja uma boa maneira de nos estimularmos a entender que tudo tem dois lados. Que nada é por acaso...

Parece que as lágrimas e este turbilhão de sentimentos esta tomando conta da situação.

Perdi total o rumo do que queria passar aqui, nestas linhas...

(...)

Relendo agora, parece que estou me afogando em meio a tristeza.

Parece que estou pedindo ajuda. Socorro.
Só quero deixar claro que não estou me fazendo de vítima.
Estou apenas transformando em palavras a dor e a esperança de um triste domingo.

Uma boa semana a todos!

28 setembro, 2009

Hoje, dia 28 de Setembro de 2009 é aniversário de uma pessoa muito querida p'ra mim (e p'ra uma porrada de gente), a Tati.

Tati hoje faz 30 anos de idade, uma idade que p'ra mim as mulheres se tornam muito mais sexies. Tenho certeza que é o caso dessa linda mulher que é minha querida-mana-amiga, a Tati.
Para parabenizá-la, resolvi compartilhar com ela e com todos que lêem este "brógui", a minha crise dos 30.
Nossa, mas que presente vocês podem estar se perguntando, não é? Na verdade, já venho sentindo esta tal crise há 3 anos mais ou menos, e como atualmente venho lendo muito sobre o assunto, resolvi mostrar a mim mesmo que isso tudo é fruto de nossa imaginação, que acaba por muitas vezes nos deixando "cri-cri" de tanto pensar a respeito e acabamos ás vezes perdendo muito tempo em tentar responder e consertar certas coisas e nos esquecemos de viver.

Fuçando por ai na net, encontrei um post que era exatamente o que eu precisava para amenizar um pouco esta minha preocupação de como será daqui a 2 anos, quando for minha vez de apagar trinta velinhas (aja vela) e me deparar com a resposta desta crise. Sim, porque tenho certeza que logo quando completar 30, isso tudo vai passar, assim de supetão. Nem iremos pensar mais em como agir e tals. Basta viver!

Eis o post de que falei. Espero que ele possa ajudar a todos que estão passando por isso, assim como tudo que venho lendo a respeito esta me ajudando. Eu realmente caí nessa, mas já estou me levantando viu? =)

Ah, e Tati, te desejo tudo de bom e do melhor. Esse na real não é o seu presente (o seu eu entrego pessoalmente), mas tenho certeza de que assim como pesquisar sobre esta tal crise esta me ajudando, sei que pode te ajudar também a viver cada dia bem melhor. Um beijo. =)

E quem quiser ver o post na íntegra, é só clicar no link: http://tiny.cc/Ard2t

"Analisando a trajetória humana, podemos dizer, sem forçar a barra, que chegar aos 30 anos já é uma vitória. Sim, porque foram vencidas as agruras hormonais da adolescência, as loucuras da fase dos vinte, quando as perspectivas de vida mudam a cada troca de calcinha, e até os primeiros rastros da flacidez e da celulite, que surgiram sem implicar diretamente em sessões dobradas de terapia. Só que, por mais que ela se esforce para se sentir uma vencedora, a mulher - e o homem também – de 30 anos acaba se deparando com uma perturbadora constatação: o jogo já pode até ter começado, mas só a partir de agora os pontos começam a ser contados. Assim, abre-se o placar da crise dos 30, um drama que assola muita gente, mas que, se vivida com equilíbrio, pode se converter no pontapé inicial de uma verdadeira e definitiva conquista."

(...)

"A crise dos 30, entretanto, não é nenhum bicho-de-sete-cabeças. Muito pelo contrário, ela deve ser encarada como um pincher, aquele cachorro magro e pequenininho, metido a valentão, mas que, com um simples passa-fora, recolhe sua personalidade raivosa à sua insignificância física. “Ela pode se manifestar de muitas formas. Algumas se deprimem, outras mudam de emprego ou assumem novas responsabilidades. Mas tudo isso é fruto de uma profunda auto-avaliação”, resume a psicoterapeuta Maria Adelaide Ferraz. Segundo ela, a crise dos 30 anos é o primeiro ritual de iniciação na vida adulta. É a partir dela que se inicia o verdadeiro processo de autoconhecimento e que começamos a nos levar mais a sério. “É um período de cobrança por uma contribuição ao mundo própria, única, de respeito à individualidade”, explica. Por isso, para sair inteira do furacão, auto-estima é fundamental. “É importante ter confiança na própria capacidade e não se deixar imobilizar pelas dúvidas e pela cobrança excessiva”, diz Maria Adelaide. O resultado disso é sabedoria, algo fundamental para a aproveitar a vida que, afinal de contas, está apenas começando."
Enfim, basta viver!
Parabéns mAnA!
Beijomeliga. =)

10 de Tshirê

Yom Kipur

Nesta data:
Nascimento de Rivca (1677 AEC)
Nascimento de Rivca (1677-1556 AEC), esposa de Yitschac, mãe de Yaacov e Essav, e uma das Quatro Matriarcas de Israel.

Segundas Tábuas: Dia do Perdão (1313 AEC)
No dia 10 de Tishrei do ano 2449, 82 dias depois que o povo de Israel traiu seu pacto recém-feito com D’us, ao adorarem um bezerro de ouro, e após Moshê passar 40 dias no topo do Monte Sinai suplicando em nome deles, “D’us restaurou Sua boa vontade com o povo judeu, alegre e sinceramente, dizendo a Moshê: ‘Eu perdoei, como pediste’, e deu a ele as Segundas Tábuas” – assim estabelecendo o dia como uma ocasião para expiação, perdão e teshuvá para todas as gerações.

Leis e Costumes


Observâncias de Yom Kipur

Yom Kipur é o dia mais sagrado do ano – no qual estamos mais perto de D’us e do âmago de nossa alma. É o “Dia da Expiação” – “Pois neste dia Ele te perdoa, te purifica, e ficarás purificado de todos os teus pecados perante D’us” (Vayicrá 16:30).
Durante 26 horas, de alguns minutos antes do pôr-do-sol em 9 de Tishrei até o completo anoitecer em 10 de Tishrei, nós “afligimos nossa alma”: abstemo-nos de comida e bebida, não lavamos ou ungimos nosso corpo. Não usamos calçados de couro e abstemo-nos de relações conjugais.
Quando o Templo Sagrado estava de pé em Jerusalém, o serviço de Yom Kipur incluía a entrada do Sumo Sacerdote no “Santo dos Santos” para oferecer o Ketoret – a única vez em que alguém entrava na câmara mais recôndita do Templo – e “tirava a sorte” sobre dois bodes, um para ser oferecido a D’us e o outro para carregar os pecados de Israel para o deserto. Atualmente, passamos o dia na sinagoga, vestidos numa túnica branca chamada kitel, para nos assemelharmos aos anjos livres de pecado, e para despertar pensamentos de arrependimento, lembrando-nos do dia de nossa morte.
No decorrer do dia realizamos cinco serviços de preces: Maariv, com seu solene serviço Kol Nidrê na véspera de Yom Kipur; Shacharit; Mussaf, que inclui uma narrativa detalhada do serviço do Templo; Minchá, que inclui a leitura do Livro de Yoná; e Ne’ilá, o “fechamento dos portões”, o serviço feito ao pôr-do-sol. Dizemos a confissão dos pecados, Chet, dez vezes, e recitamos Tehilim a cada momento disponível.
O dia é o mais solene do ano, porém existe nele um laivo de júbilo: um júbilo que se revela na espiritualidade da data e expressa a confiança de que D’us aceitará nosso arrependimento, perdoará nossos pecados, e selará nosso veredicto para um ano de vida, saúde e felicidade. Quando o serviço de encerramento, Ne’ila, culmina nos tocantes sons de “Ouve, ó Israel… O Eterno é Um” e num único toque do shofar, a alegria irrompe em canção e dança (um costume Chabad é entoar a alegre nigun conhecida como “Marcha de Napoleão”), seguida pela festiva refeição de após o jejum, tornando a noite posterior a Yom Kipur um Yom Tov (dia festivo) por si mesma.



fonte: http://www.chabad.org.br


Bom Yom Tov a todos! =)

22 setembro, 2009

Minha oração diária.

"Ô D'US, guarde esta costela colada à minha e que este suorzinho seja o superbonder possível, a resina mais grudenta, que nos livre do fim, Amém!"
(Xico Sá)

18 setembro, 2009

L'Shaná Tová Umetuká Tikatevu Vechatimá Tová!

Aniversário do Universo e Dia do Julgamento

O que comemora-se:

Rosh Hashaná, considerado o aniversário do Universo, é na realidade o sexto dia da Criação, quando D’us criou o primeiro homem, Adam – o propósito de toda Criação. O primeiro ato de Adam foi proclamar D’us como Rei do Universo. Por este motivo, a cada Rosh Hashaná coroamos o Todo-Poderoso como Regente do mundo, reafirmando nosso compromisso de serví-Lo apropriadamente. Assim como D’us completou a Criação no primeiro Rosh Hashaná, a cada Rosh Hashaná Ele reavalia a qualidade de nosso relacionamento com Ele, assumindo uma vez mais o sustento do mundo. Nisto se constitui o julgamento de Rosh Hashaná.

Comemora-se: Dia 1 de Tishrei (dia 18/Set/2009 ao pôr-do-sol)


Tishrei: Tishrei ou Tishri (em hebraico 'תִּשְׁרִי ou תִּשְׁרֵי do acadiano tašrtu "início", de šurrû "iniciar") é o primeiro mês do Calendário Judaíco Rabínico, sendo um mês lunar de 30 dias. Inicia-se no outono do hemisfério norte .

Duração:
2 dias (inicia-se antes do pôr-do-sol da véspera e termina ao completo anoitecer do 2º dia)

Velas:
As velas são acesas na véspera, ao pôr-do-sol do primeiro e do segundo dia com a bênção apropriada da festa.

Kidush:
Ao retornar da sinagoga, após as preces de Arvit, recita-se o kidush da noite de Rosh Hashaná e ao retornar da sinagoga, após as preces da manhã e Mussaf (Prece Adicional) recita-se o kidush do dia de Rosh Hashaná, ambos sobre uma taça repleta de vinho.

Costumes

Tsedacá

Deve-se acrescentar doações para caridade neste dia.

Hatarat Nedarim

Costuma-se anular promessas feitas durante o ano perante um grupo composto por 10 homens. É realizada
antes
de Rosh Hashaná para que o ano novo reinicie sem conexão com qualquer falha que possa ter havido no passado.

Maçã com Mel
Na primeira noite, antes de iniciar a refeição, mergulha-se uma maçã doce no mel.

Shaná Tová
Na primeira noite de Rosh Hashaná, após a reza, é costume comprimentar as pessoas com o voto: "Possas tu ser inscrito e selado para um bom ano." / "Shaná Tová ve chatimá tová".

Chalot Redondas
Usam-se duas chalot redondas a cada refeição e é costume mergulhar cada fatia no mel antes de comer.

Tashlich
No primeiro dia de Rosh Hashaná, logo após a reza da tarde, Minchá, é costume ir até um poço ou lago onde haja peixes e recitar uma bênção especial chamada "Tashlich" ("Jogarás"). Simbolicamente jogamos nossos pecados nas profundezas do mar. A água representa a bondade e os peixes, cujos olhos nunca fecham, representam a vigilância constante de D’us sobre nós.

Fruta Nova

Na segunda noite, uma fruta da nova estação, que ainda não tenha sido provada, é saboreada logo após o kidush.

Cabeça de Peixe
Cabeça de peixe, servida durante a refeição, faz parte de um dos símbolos da festa para lembrar que devemos ser sempre "cabeça"; um exemplo a ser seguido por todos.

Tsimes

Prato composto de cenouras doces, faz parte das iguarias servidas.
Cenouras em yidish é meren, que significa acrescentar, representando o desejo de possuirmos mais méritos que falhas.

Proibições
As atividades criativas proibidas no Shabat também o são em Rosh Hashaná, com exceção de carregar num domínio público, cozinhar para as refeições do mesmo dia (se for utilizado fogo de uma chama acesa desde a véspera) e outras atividades ligadas à preparação dos alimentos.


fonte: http://chabad.org.br/ e http://pt.wikipedia.org/wiki




* Resumo de umas das comemorações mais importantes no Judaísmo. Uma cultura linda que venho aprendendo e admirando cada dia mais. Sou católico e tenho um pézinho no Judaísmo graças ao meu companheiro que é judeu e me ensina muito sobre sua crença.


Agradeço á D'US por me fazer ter um respeito e um interesse especial por esta religião.


Abaixo segue uma pequena homenagem a todos os judeus.
Este é um video que encontrei no Youtube com lindas imagens de telas referentes ao Rosh Hashaná.

Shaná Tová a todos! =)




video

Se existir guerra, que seja de travesseiros

Se existir fome, que seja de amor

Se for para esquentar, que seja do sol

Se for para enganar, que seja o estômago

Se for para chorar, que seja de alegria

Se for para perder, que seja o medo

Se for para cair, que seja na gandaia

Se for para ser feliz, que seja para sempre.

SHANÁ TOVÁ!

(Olami)

האיבה יום הזכרון לחללי מערכות ישראל ונפגעי פעולות

Yom Hazikaron

Dia da Memória


O Dia do Ano Novo Judaico não é apenas uma ocasião de alegria mas, um dia dedicado à oração. É chamado Yom Hazicaron (Dia da Memória) - quando todas as criaturas são julgadas pelo Criador de acordo com seus méritos.

Devemos lembrar que o Supremo Juiz do Universo é bondoso e misericordioso. Seu propósito não é punir. D'us apenas quer que sigamos as Leis e regulamentos que Ele nos impôs para nosso próprio bem.

Durante o mês de Elul, com a aproximação de Rosh Hashaná, tomamos a resoluta determinação de corrigir qualquer mal feito ou hábito descuidado do passado. Um sentimento toma conta do coração do verdadeiro arrependido, como se removesse um fardo pesado do passado. É o sentimento de poder recomeçar a vida como uma criança recém-nascida, sem máculas nos seus registros. São estes os sentimentos que o judeu traz à sinagoga na primeira noite de Rosh Hashaná. Ele se encontra próximo a D'us, e as orações vem da sua sincera vontade de retornar ao Criador.



fonte: http://www.chabad.org.br/





17 setembro, 2009

...

A razão porque mando um sorriso
E não corro
É que andei levando a vida
Quase morto
Quero fechar a ferida
Quero estancar o sangue
E sepultar bem longe
O que restou da camisa
Colorida que cobria minha dor
Meu amor eu não esqueço
Não se esqueça por favor
Que eu voltarei depressa
Tão logo a noite acabe
Tão logo esse tempo passe
Para beijar você

Para um Amor no Recife (Paulinho da Viola)


15 setembro, 2009

Só p'ra constar...

... estamos vivendo os 5 (cinco) meses mais felizes de nossas vidas.



Keep walkin'.

Não foi mais um Déjà vu.

Pois é, não foi mesmo.


Por mais uma vez, Baruch HaShém, conseguimos vencer nossos medos e angústias... Estamos limpos!
Cara, como é bom e revigorante poder chegar no fim de cada dia – porque antes os dias não tinham começo, meio ou fim p'ra gente – e poder dizer com a alma limpa: “Muito obrigado D'US por estarmos vivos, com saúde e podendo dividir o Amor com aqueles que nos querem bem.”
Hoje sabemos nos amar mais...
Sabemos que tudo o que nos aconteceu no passado, foi e sempre será lembrado, guardado em nossas mentes como uma lição. Como o aprendizado daquele momento em que estávamos completamente cegos e sem qualquer perspectiva de uma vida melhor.
P'ra falar a verdade, até tínhamos a perspect iva de uma vida melhor, de momentos juntos, e de um cantinho p'ra nós dois e de construir uma linda família e... blá, blá, blás. Mas como parar de pensar e realmente agir? Como fazer com que estes sentimentos pudessem aflorar e se tornarem reais?
Estas eram as perguntas que realmente vieram na hora certa, agora.
D'US é tão maravilhoso conosco que nos deu esta chance. A chance de acordar, de olhar para trás, pensarmos no futuro e vermos o quão perdidos estávamos. D'US nos concedeu o direito à vida enquanto estávamos muito próximos à morte.
Andamos e passamos por tantas e tantas enrascadas...



Hoje, em cada manhã depois de uma noite bem dormida de descanso, quando me levanto sinto aquela vontade de viver, sabe?
Sinto aquela vontade de poder dizer bom dia a mim mesmo, pois sei que mesmo não sendo nenhum guru, eu sei que meus dias daqui p'ra frente serão muito, mas muito melhores mesmo.

É tão bom poder acordar e agradecer a D'US por estar vivo e com saúde.
É tão bom poder acordar e perceber que o sol que esta fazendo lá fora é um sinal de que devemos esquecer um pouco nossos problemas e refletir mais sobre o tempo que perdemos tentando buscar uma certa felicidade que nunca nos trouxe nada de bom. Buscávamos a famosa "felicidade instantânea", aquela que poderia instantâneamente acabar com duas lindas vidas.

HaShém é tão bom que nos ajudou a acordar deste pesadelo e hoje seguimos em frente vivendo e aproveitando cada milésimo de segundo a nossa linda vida.

Só tenho que agradecer e ser cada vez mais feliz por estar limpo, seguro e com vontade de viver ao lado de quem realmente quer viver:

"Contigo aprendi e aprendo.
Contigo vivi e continuo vivendo.
Contigo ensinei e ensino.
Contigo amei e sigo amando."

tUcO, obrigado por estar comigo nesta luta.
Não sei o que seria de minha vida sem a tua.
Amo-te! =)

10 setembro, 2009

Den²inho, feliz 10 de Setembro.



Hoje, dia 10 de Setembro de 2009 é o aniversário do meu irmão mais novo, o Denner.




Meu, nem grita!
Sempre quando uso essa expressão, "meu irmão mais novo", ou "meu irmão do meio", me vem um medo, uma angústia por saber que logo farei parte da turma do "3º Ano", do "3º Andar", a "Turma dos 30"...
G-ZÚS! Como o tempo passa.
Mas vamos deixar isso para um outro post (lê-se: pousti, ok? (=).
Hoje é dia de falar do meu irmão mais novo, o Denner.




Contando comigo somos em três irmãos.
Depois de mim vem o Doug e logo na sequência o Den²inho.




Ele, o Den²inho esta fazendo 24, ôpa, 23 anos e 12 meses. =)

Cara, quero te desejar toda a felicidade, amor, saúde, paz, curtição e fervos que se possam imaginar.
Que D'US continue te iluminando e guiando os teus passos.
Que a Jascks, minha cu, te faça um cara muito feliz e realizado. Amém! =)
Seja muito, mas muito feliz mesmo.

Te amo maluco.













beijomeliga =)

tEcHnOlOgIc

Depois de ouvir falar tanto, mais tanto, mas bastante mesmo nesse tal de Twitter, foi que eu resolvi entrar na onda.

Cara, fiz meu cadastro lá, bonitinho, respondendo a todas as questões (que são em inglês), descobri que já existia "uma tal de Maizenna"- pode??? - e não pude colocar o meu Maizenna lá. Aliás, eu pude usar o Maizenna sim, mas seguido de um "underline" (é assim que se escreve?) e outro nome: maizenna_dave.
Um dia eu resolvo isso... (bRaVo)

O processo é rápido e não precisa ter um curso avançado de inglês ou algo do tipo. Depois, tudo é como andar de bicicleta, tem que praticar.

Cara, tem tanta gente lá.
Tipo, gente do mundo todo.
Pois é, pois é, pois é.
Eu posso saber desde o que o meu vizinho esta fazendo, até o que a primeira dama faz logo quando acorda (Abre os olhos) Dãrrr...

Enfim, não sei se pela primeira experiencia, mas não tô achando muita graça não.
Talvez por não ter ninguém na minha cola, digo, me seguindo ainda... Quem sabe daqui uns dias, não é?

Vale o teste.

Follow me on Twitter: http://twitter.com/maizenna_dave

07 setembro, 2009

Meu, nem grita!
Chuva, frio, gente chata e carteira vazia...
No One Needs! =/

14 agosto, 2009

“Sou aquele que de tantas pessoas no mundo, fui nascer logo eu.”

Nunca tive vontade de me dedicar a escrever algo que pudesse me definir em poucas palavras.
Poderia passar horas querendo me expressar bem. Faria rodeios, me atrapalharia todo e creio que acabaria por me confundir cada vez mais.

Sei que sou filho de Minas e Paraíba.
Eu como quieto, ali, bem no meu cantinho. Mas não se meta a besta.
Eu até tiro o pé, mas se insistir em pisar no meu calo...

Sou um paciente-impaciente.
Gosto e prezo muito a reciprocidade das coisas. Não cobro nada – até poderia – mas prefiro fazer minha parte.
Cada um, cada um.
Cada um, cada dois, três, quatro... Se eu posso, por que não o tenta?

Sou um sonhador pé no chão.
Acredito que somente com a força do Amor poderemos devolver ao nosso lindo planeta a condição de Paraíso como foi o propósito de D'US, Nosso Senhor.

Respeito e exijo ser respeitado.
Odeio tapinha nas costas.
Talvez isso explique o porque de eu ter pouquíssimos Amigos, muitos colegas e milhares de conhecidos.

Amo minha família, meus Amigos e o Meu Amor, o qual venho a cada milésimo de segundo a respeitar, Amar e admirar mais e mais. Obrigado por existir.
Sou um cara simples que precisa de cuidados.
Peço ajuda quando for preciso, mas prefiro que percebam isso.
Ainda triste procuro sempre sorrir.
Tenho muitos defeitos, Baruch HaShém, pois nunca tive a pretensão de ser perfeito. Me considero um cara perfeccionista com o que realizo. Sou muito critico. Essa de ficar nas coxas comigo não rola.

Amor p'ra mim se escreve assim, com letra maiúscula.
Amo e quero continuar a Amar sempre. Tem coisa melhor?
Hoje eu ensino o que sou e não o que sei.
Hoje sei que posso ser melhor do que fui e fazer com que o próximo também se sinta assim.
Nos dias esquizofrênicos de hoje, uso uma arma que p'ra mim é indispensável: meus ouvidos.
Não dou conselhos porque não gosto de recebê-los.
Prefiro dar atenção.
Apesar de estar muito feliz com tudo o que vem acontecendo em minha vida nos tempos atuais, ainda me sinto triste por ás vezes me esquecer de mim... É patético!
Escrevendo isso ai em cima, não tive a intensão de apenas me auto-definir. São muitas as questões.
Eu também vou me conhecendo aos poucos. Para mim é muito fácil dar uma olhadinha no espelho e me descrever, mesmo assim, prefiro o silêncio dos olhos fechados á uma tentativa explícita de alter ego.

Menino, moleque, negro, anjo, atentado, criança, adulto, amante-amado, confuso, hipocondríaco, junkie 4 lOv.E... Assim sou eu.

Mim²EsMo.